Sábado, 2 de Fevereiro de 2008

Para ti velhota

 

Não sei se enquanto filho correspondi as tuas expectativas, anseios, esperanças........ Sei que defraudei pelo menos um dos teus sonhos.......ser médico.

 

Segui o meu, desde que me lembro unicamente quis ser oficial de marinha, tu querias um médico o pai um piloto aviador, o melhor que se arranjou foi um Eng. naval.

 

Sempre posso argumentar em minha defesa que está vocação teve o teu dedo, afinal a paixão nasceu quando íamos visitar o vosso amigo a base naval de Lisboa, ele era medico com o correr dos anos também tentou me incutir o gosto pela medicina, mas tudo o que via eram navios. Enquanto miúdo eram um parque de diversões imenso, com o passar dos anos um mundo fascinante de tecnologia, uma porta para aventuras em terras distantes a hipótese de trabalhar em contacto com o mar, depois na adolescência estreou o filme Oficial e Cavalheiro...... Bem se alguma coisa faltava para ter a certeza que a marinha era a minha vocação este filme dissipou todas as dúvidas, as miúdas pelos vistos adoravam fardas  estava decidido não havia volta a dar........................... Está carreira tinha tudo o que queria: roupa gira, viagens gratuitas, contacto com o mar, aventura, e era apelativa ao Sexo Feminino.

 

Mesmo tendo saído saído da marinha por vontade própria, nunca me tinha arrependido da escolha que fiz entrei com 17 anos sai na casa dos trinta,   foi lá que vivi alguns dos melhores anos da minha vida, as experiências que tive fazem parte da minha identidade, são indissociáveis da pessoa que sou hoje.

Formei-me na área académica que gostava, viajei por meio mundo, passei a linha do Equador com direito a todas as cerimonias da praxe, vi paisagens únicas ao navegar com terra a vista, desfrutei de amanhe ceres e entardeceres que só em mar alto se podem desfrutar, naveguei no navio escola Sagres que é outra experiencia única, fiz amigos para toda a vida, mergulho em pleno oceano, conheci a força do mar no golfo da Pescaia ao navegar com ondas de treze metros, tive noitadas a bordo pela noite adentro com álcool, guitarras e muitas vozes desafinadas a cantar,   que ficaram na memoria como os melhores espectáculos de musica ao vivo que assisti, patuscadas improvisadas a meio da noite com latas de conservas ou enchidos caseiros que alguém tinha trazido da santa terrinha ou com o fruto de uma pescaria no costado do navio, que eram manjares dos deuses, aprendi todas as mesinhas caseiras para curar uma ressaca, as melhores desculpas do mundo para faltar a uma formatura ou mesmo fazer gazeta ao trabalho, guardo momentos únicos como aquele em que tínhamos estado a fazer pesca submarina, capturamos um Nero com quase quarenta quilos com o qual fomos surpreendidos ao subir a bordo pelo comandante do navio e pelo comandante da capitania daquela zona, perante o olhar inquisitório do comandante de capitania, logo o nosso comandante se saiu com está: já viu o que aconteceu................ Estávamos nós a largar ferro para fundear e não é que o ferro atingiu o pobre animal.......tive de mandar estes homem recolher o corpo para se fazer uma cerimónia fúnebre........... Responde o comandante da capitania: espero que envolva tachos panelas e um convite para jantar.......... 

Ou aqueles momentos só meus em que subia aos mastro mais alto dos navios onde estava embarcado para olhar em redor e só ver uma imensidão de mar, vivi a ansiedade de ao fim de algum tempo em mar alto estar próximo o suficiente de terra para se ter cobertura de rede nos telemóveis e poder matar saudades, ou a expectativa de quando estava atracado num porto distante se ia ter correio, ou o nervoso miudinho que toda a guarnição sentia quando estávamos de regresso após uma longa comissão e finalmente víamos a barra do Bugio, os minutos que demoravam a percorrer as ultimas milhas e atracar pareciam dias, nunca mais chegava a hora de estarmos juntos de quem tínhamos pensado vezes sem conta..............

Vivi um dos dias mais felizes da minha vida na cerimonia de fim de curso " passei cinco anos a olhar para os ombros dos outros oficiais ruído de inveja porque nunca mais chegava a hora de ter os meus galões " ganhar a espada e os galões era o mais queria.

 E sim confirmei que a farda era muito apelativa ao sexo oposto.

No geral posso dizer que tive a melhor profissão do mundo, naquela altura era o que queria fazer, viver.......espero que ao leres estas linhas entendas a minha escolha,  mas hoje velhota........................ao ver-te num hospital presa a uma cama cada dia pior,  eu completamente impotente para fazer seja o que for............................. Hoje mãe, hoje dava tudo para ser médico, trocava todo o que vivi todas as minhas recordações, toda a minha identidade.

Se não para fabricar um milagre, ao menos para ter a certeza que tudo o que pode ser feito para te salvar, seria feito.

Porque te amo, porque és insubstituível.....

 

 

Sinto-me: triste e impotente
Estou com está musica na cabeça: Bruce Springsteen better days
Publicado por c911 c911eutopias às 18:38
link do post | Comenta com ou sem utopias | favorito
|
2 comentários:
De divaegugas a 4 de Fevereiro de 2008 às 15:50
tenho a certeza que a tua mae sabe o quanto a amas....

p.s geandes maluqueiras....ainda vais atrair marinheiras de agiua doce ao teu blog....
De c911eutopias a 4 de Fevereiro de 2008 às 17:00
E pronto ............... lá tinha de vir a comentadora da má língua . Não pode uma pessoa recuar ao tempo dos dinossauros , que começam logo a imaginarem bolinhas vermelhas ao canto do monitor.

Diz a tua realidade ou utopia

Eu, Utopias...

Cuscar neste blog

 

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Dentro da validade

Podem repetir se faz favo...

Troca tintas

Carro de Loura

Suspeito muito suspeito

Nada como um bom Hobby

Erro salarial

QUALQUER SEMELHANÇA, NÃO ...

AC / DC

A fome é negra

Portugal no seu melhor

Escritos com teias de aranha

tags

todas as tags

Utopia gostou

prometo

Tantas formas de morrer.....

pantera....

bom dia!!!

duche nos teus braços

A estrela

Fábula do Leão e do Cisne

O Amor de Outra Mulher...

Como Encontrar o AMOR

Saudades

A quantas ando?

Quantos estão a cuscar agora?

online

histates

Quantos são? Quantos são?

Advogados RJ
Advogados RJ
blogs SAPO

subscrever feeds