Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

A procura de um rumo II

 

 

 Por questões profissionais durante muitos anos, tive de traçar o rumo de navios tanto para viagens na nossa costa com terra a vista ou em mar alto, ou mesmo oceânicas, naveguei por mares da palha ou revoltos em dias de tempestades, mas nunca perdi o rumo ou andei à deriva, mesmo perante ondas de treze metros que impossibilitavam manter o leme na rota desejada, e era inevitável descair. Quanto muito andei a agarra, com o navio fundeado mas nada que geralmente não se resolvesse com mais umas quarteladas de amarra na agua. Em suma sempre rumei a bom porto..............................É certo que tinha ao meu dispor cartas náuticas, radares, girobússolas, rádio sistema de radio navegação Ómega, GPS ou mesmo o velhinho sextante e varias técnicas de navegação: Visual, electrónica, estimada, astronómica. Mas durante a duração de um quarto era responsável pelo rumo de um navio, e pelas vidas que com ele cruzavam aguas nas mais diversas latitudes, longitudes, meridianos, linhas, trópicos ou círculos. Para tal recorria aos ensinamentos e técnicas estudadas durante cinco anos na Escola Naval e aos conselhos de velhos marinheiros que muitas vezes já tinham mais álcool e água salgada nas veias que sangue, mas a ultima decisão tinha de ser minha.

 

Porque será que agora não consigo traçar um rumo apenas para uma vida………….a minha!

 

Porque será que me sinto a derivar e não consigo manter a rota traçada quando larguei do cais? Porque será que me sinto à agarra, mesmo depois de ter largado ferros e respectiva amarra? Porque será que me sinto a dar bordo e não consigo encontrar uma maneira de dar-se por navegado? Porque será que por mais que tente sinto que não vou conseguir evitar o abalroamento? Porque será que de leme a bombordo ou estibordo os graus que der, não consigo dobrar o cabo das tormentas? Porque será que o sonar me diz que o fundo tem meia dúzia de metros e eu sinto que estou numa zona de planícies abissais? Porque será que sinto que o único sitio que escolho para fundear é no triângulo das Bermudas? Porque será que sinto que instrumento ou técnica alguma me vão orientar? Porque será que a bússola aponta sempre o Norte e eu insisto em ver Sul? Porque será que trinta e oito anos de ensinamentos e vivências agora não são suficientes para escolher um simples caminho em terra firme? Porque será que Neptuno nunca me intimidou ou prendeu, e agora me sinto preso a uma habitante do Olimpo? Porque será que sinto que os mares que agora navego são feitos de areia e as ondas são apenas dunas? Porque será que sinto que não vou navegar em calmaria e no horizonte só se adivinham tempestades? Porque será que me sinto um navio fantasma, sem guarnição, vida ou velas para desfraldar ao vento? Porque será que as únicas ondas que me molham a cara nascem todas nos olhos? Porque será que não consigo desatracar deste cais ao qual tantas espias me prendem aos cabeços ? Porque será que quando tento me orientar pelas estrelas só consigo ver uma? Porque será que a distancia é tão curta e o destino tão longe? Porque não consigo desarbordar? Porque será que me sinto um veleiro que acabou de desarvorar ? Porque será que ainda rumo a ti?

 

Porque será que só tenho perguntas e nenhuma resposta?

Sinto-me: Sem rumo defenido
Estou com está musica na cabeça: Pink Floyd: Wish you where
Publicado por c911 c911eutopias às 02:04
link do post | Comenta com ou sem utopias | favorito
|
12 comentários:
De Bichana a 23 de Junho de 2008 às 12:00
O teu post está sublime!
Quando uma pessoa está perdida não consegue encontrar um rumo, mesmo que lhe ponham à frente setas luminosas...
Que esta fase passe rápido, e consigas navegar calmamente e sem muitas perguntas.
Bjnhos e força, boa sorte.
De c911eutopias a 23 de Junho de 2008 às 22:34
Sublime? O que tem de sublime alguém completamente perdido? Quantas as setas, luminosas ou não..............acredita que a esta altura do campeonato o que mais procuro é uma indicação ..................seja ela qual for. Perguntas vai sempre haver, seja uma navegação por mares calmos ou revoltos............ quanto mais que não seja para aprender alguma coisa, porque neste momento nada, mas mesmo nada tem sentido. bjs
De Terra dos Sonhos a 23 de Junho de 2008 às 14:48
Lindo agora pergunto eu: Porque raio com tantas mulheres de carne e osso de volta do menino e o menino agora deu em se apaixonar por figuras mitológicas ? Primeiro uma fada agora uma deusa, que tal ser menos exigente?
Agora a serio, conhecemos nos desde sempre e nunca pensei ver o meu maninho assim. Queres ver que tenho de interromper as ferias e ir ai dar-te umas valentes palmadas? Um texto maravilhoso em que te revelaste como poucas vezes o fizeste na vida! Mas não é a bússola que aponta o sul, é o teu coração que lá ficou. Deixa de ser orgulhoso, vai ter com quem deves e das duas uma: Ou ficas no lugar onde deixaste o coração, ou o trazes de volta contigo. Mesmo que não saibas a tua escolha já esta feita!!!!!!
Se ela consegui chegar onde mais ninguém chegou, luta por ela.
Se me censurares o comentário nem sei o que faço.
De c911eutopias a 23 de Junho de 2008 às 22:40
O comentário não foi censurado.................mas a resposta foi muito censurada..................... A menina é que nem imagina o que que lhe vou fazer assim que voltar a Lisboa. Aproveita as ferias, descansa bastante ..............porque não imaginas o que te espera.
De ex-reticencia a 23 de Junho de 2008 às 16:25
Gajo, podias fazer aqui um favor à gaja, quando encontrares o teu caminho/ rumo, empresta-me a bussula ou gps, porque quem está a naufragar completamente sou eu. A minha carta de marear deve ser bem antiguinha, porque me orientei por padrões antigos, e agora vejo-me numa nau de casco podre sem meios para atracar a porto seguro. Já me podias ter dito que andaste na marinha, tinhas dado umas dicas de navegação.
Um post fantástico, parabéns! Espero que encontres o teu rumo!
Bjinhos
De c911eutopias a 23 de Junho de 2008 às 22:53
Uma nau? Tendo em conta aos séculos que já deixaram de ser feitas é natural que o casco esteja podre. Se não tens meios para aportar em bom porto, sempre podes fundear..............ou ir para doca seca reparar o casco. Quanto a conselhos e dicas de navegação e melhor ficar calado, não quero que fiques encalhada, lol . bj
De reticencia a 23 de Junho de 2008 às 22:59
Acho que vou seguir os teus conselhos de mestre de mar, e vou fundear. Acho que tentar reparar o casco é caso perdido, dinheiro deitado fora. Nada como ficar parada à espera que os ventos soprem de forma mais favorável, ou a tempestade acalme.
Beijinhos
De c911eutopias a 24 de Junho de 2008 às 22:28
Fundear nunca fez mal a ninguém ............seja por necessidade ou apenas pelo prazer de fazer uma pausa, com um mergulho da amurada e um copo de rum pelo meio. Não te esqueças de verificar se o fundo é arenoso ou rochoso, o sentido das correntes, o ciclo e a amplitude das mares, e em que direcção vais aproar. bjs
De Mia a 24 de Junho de 2008 às 18:43
o mar é imenso e tem forças gigantescas... já não é facil seguir um rumo em mar de calmaria, quanto mais quando se navega contra a corrente num barquinho a remos... onde só a tua força prevalece e te ajuda!
Bjokinhas
De c911eutopias a 24 de Junho de 2008 às 22:43
O mar é imenso sem duvida, tem vida própria , uma força inimaginável , fúria , paz, mistérios , beleza................... nunca será dominado se não quiser............. mas por norma respeita e poupa quem gosta dele e o respeita. É incrível como o ser humano comparado com ele, não é nada...............e por vezes consegue ter um efeito bem mais devastador com um simples acto. Quanto ao barquinho a remos.............eu bem queria um veleiro com um mastro de dezasseis metros............mas não deu para mais. bjs
De Mia a 24 de Junho de 2008 às 22:47
tadinho do "nosso" velho Lobo do Mar!
De c911eutopias a 24 de Junho de 2008 às 23:09
Bota velho e tadinho nisso. Ate os remos do barquinho têm caruncho. O que vale é que aprendi a nadar há muito tempo, lol . bjs

Diz a tua realidade ou utopia

Eu, Utopias...

Cuscar neste blog

 

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Dentro da validade

Podem repetir se faz favo...

Troca tintas

Carro de Loura

Suspeito muito suspeito

Nada como um bom Hobby

Erro salarial

QUALQUER SEMELHANÇA, NÃO ...

AC / DC

A fome é negra

Portugal no seu melhor

Escritos com teias de aranha

tags

todas as tags

Utopia gostou

prometo

Tantas formas de morrer.....

pantera....

bom dia!!!

duche nos teus braços

A estrela

Fábula do Leão e do Cisne

O Amor de Outra Mulher...

Como Encontrar o AMOR

Saudades

A quantas ando?

Quantos estão a cuscar agora?

online

histates

Quantos são? Quantos são?

Advogados RJ
Advogados RJ
blogs SAPO

subscrever feeds